Homem Doença MentalAs doenças mentais mais comuns são àquelas relacionadas a depressão e a ansiedade. Além dessas, existem transtornos que afetam pessoas no mundo todo e que comprometem a sua qualidade de vida. Existem dois tipos de doenças mentais:

Neurose - são doenças classificadas como leves, em que o paciente possui uma vaga noção da doença.

Psicose - são doenças das quais uma pessoa foge completamente da realidade. É conhecida como loucura.

Conheça algumas doenças psiquiátricas que mais atingem a população:

Demência

A demência é caracterizada por doenças que alteram a memória, tanto de curta, quanto de longa duração.

São doenças que afetam o raciocínio, o intelecto, a capacidade de aprendizado, as lembranças, causa perda da personalidade e da crítica, alterações no comportamento e perda de funções sociais.

O mal de Alzheimer e de Parkinson, são chamados de doenças degenerativas e estão relacionadas aos quadros demenciais. Além dessas temos:

  • Diabete Mellitus;
  • Dislipidemias;
  • Isquemias Cerebrais, etc

Outros grupos responsáveis pela demência são causados por doenças contagiosas, cancerígenas (tumores cerebrais) e traumatismo craniano, tais como:

  • Meningites;
  • Encefalites;
  • AIDS;
  • Sífilis;
  • Gliomas;
  • Meningeomas, etc.

Geralmente, as pessoas começam a apresentar um quadro de perda de memória, que vai se prolongando até a existência de alterações na personalidade e no comportamento. Para os idosos, a demência, em estágio avançado, afeta até os relacionamentos pessoais. Portanto, sempre procure um profissional de saúde para maiores esclarecimentos.

Depressão

A medicina define a depressão como um transtorno de humor, acompanhado de alguns sintomas como:

  • ansiedade;
  • agitação;
  • lentidão do funcionamento mental;
  • falta de energia e de vontade;
  • ideias de desvalia;
  • disfunções fisiológicas (insônia ou excesso de sono);
  • pensamento suicida e outras queixas.

Geralmente, a depressão é consequência de alguma situação pela qual a pessoa passou, como morte de ente querido, divórcio, perda de trabalho, perda de saúde, mudança, etc. As relações interpessoais são bastante afetadas nesse caso. Essa doença também pode ser decorrente de medicamentos controlados, fatores genéticos, biológicos, dentre outros.

Esquizofrenia

Mulher EsquizofreniaDe caráter preocupante, a esquizofrenia é um transtorno mental cujo diagnóstico médico ainda está em fase de aperfeiçoamento.

Esse transtorno faz com que a pessoa se torne incapacitada, gerando grande sofrimento para o indivíduo e seus familiares.

Os sintomas podem aparecer repentinamente ou lentamente. Dentre eles estão:

  • ouvir ou ver coisas que não existem;
  • posições corporais atípicas;
  • medo de estar sendo observado;
  • mudança na aparência;
  • higiene corporal;
  • mudança na personalidade;
  • aumento do isolamento;
  • dificuldade para dormir e se concentrar;
  • extrema preocupação com misticismo ou temas religiosos, etc.

Fobias

Homem FobiaOriginadas de um medo profundo e irracional, além de perturbadoras, as fobias podem desorganizar a vida de uma pessoa, fazendo com que ela evite conscientemente um objeto, situação ou atividade temida.

O indivíduo passa por situações que o deixam em intenso sofrimento, atravessando um medo tão intenso e forte, mas que pode ser tratado.

  • Fobia Social: Extremo medo de situações ou de um objeto em particular.
  • Claustrofobia: Extremo medo de espaços fechados.
  • Acrofobia: Muito medo de lugares altos.
  • Medo de animais: Extremo medo, em particular, de cachorros.
  • Agorafobia: Extremo medo de lugares com multidões ou de situações em que uma possível fuga é dificultada.

Psicopatia

Homem PsicóticoEsse transtorno mental, também chamado de psicose, é caracterizado pela disfunção do processamento de informações e da capacidade de pensamento.

O indivíduo não consegue distinguir os estímulos internos dos externos. Os sintomas são:

  • posturas e vestuário estranho;
  • alucinações;
  • delírios;
  • ações impulsivas e perigosas;
  • sensação de estar sendo observado, provocado ou controlado;
  • estranheza ao ambiente;
  • agitação;
  • agressividade;
  • comportamento estranho;
  • isolamento;
  • desleixo com a aparência e com higiene;

Um exemplo de situação que pode desencadear a psicose são as situações de estresse.

Síndrome do Pânico

Síndrome PânicoConsiderado como uma das doenças mentais mais conhecidas pela população, o transtorno do pânico ou síndrome do pânico apresenta os seguintes sintomas:

  • aceleração cardíaca;
  • dores no tórax;
  • sudorese;
  • tremor;
  • agitação;
  • náusea;
  • sensação de sufoco;
  • calafrios;
  • dificuldade de respirar;
  • dores no estômago;
  • tontura;
  • sensação de morte iminente, etc.

Esses sintomas em conjunto são caracterizados como um ataque de pânico. Esses ataques podem surgir espontaneamente, entre períodos de ansiedade intensa, com frequência variada.

Na maioria dos casos, os ataques de pânico podem estar ligados a uma fobia chamada de agorafobia, que é definida como um medo de ficar sozinho em locais públicos, principalmente quando uma situação de fuga é quase impossível.

Se não for procurado um tratamento clínico apropriado, a situação do doente pode ser agravada, ao se manter recluso em casa, evitando relacionamentos afetivos.